Óleos Essenciais

 

O uso dos óleos essências já possui longa data na história da humanidade:

registros indicam seu uso no Egito antigo há mais de 5000 anos.

São aliados eficazes para melhorar o estilo de vida e harmonizar o ambiente.

Podem ser utilizados em massagens ou em dispersores, e são frequentemente empregados em terapias

alternativas, pois seus efeitos sutis ocorrem rapidamente: em média, em 30 segundos o nosso organismo

já começa a reagir aos efeitos dos óleos. Tais substâncias não substituem as terapias médicas convencionais, 

mas há diversos estudos indicando os óleos como poderosos aliados em processos de cura. Óleos essências 

podem ser, em alguns casos, mais eficazes que remédios tradicionais. Devido à sua complexidade

química sinérgica, conseguem manter um alto padrão de atividade antibiótica e antisséptica.

 

Eis alguns dos óleos mais utilizados e suas propriedades terapêuticas:

Alecrim: possui propriedades antissépticas, analgésicas, antidepressivas e estimulantes. Atua no sistema

circulatório e vascular. Age como estimulante da memória e da circulação. É útil na fadiga mental e física.

Laranja Doce: É antidepressivo e revigorante. Também atua como tônico

linfático, ajuda no tratamento de celulite, retenção de líquidos e edemas.

Capim limão: Possui propriedades que ajudam a ativar e estimular o hipotálamo a produzir mais

hormônios. É sedativo: ajuda contra dores de cabeça, infecções e funciona como relaxante muscular.

Eucalipto: É expectorante e imunoestimulante. Também possui

propriedades analgésicas, aliviando dores reumáticas e musculares.

 

Os óleos essenciais podem ser utilizados sozinhos ou conjugados.

Há diversos estudos acessíveis sobre seus usos e propriedades!

 

Exibir:
Organizar por: